28.12.14

Slug quê????


O que acabam de ver é recorrente cá em casa. Tão normal como a Constança estar de chupeta a vestir um soutien.
Vivemos num verdadeiro habitat feminino. As minhas filhas são as típicas meninas.
A Carolina, por exemplo, chocou-me quando, um destes dias, me contou que era sempre a última a ser escolhida para o futebol.
Tenho para mim que apesar de mais complexo no vestuário e na biologia, o mundo das meninas, resume-se a bonecas e demais coisas fofinhas. Não há erro. Se tem cabelo comprido ou é careca. Se tem bolsa ou biberão. Se é cor de rosa ou pinta, podes levar que as miúdas vão gostar.
O mundo dos meninos é uma grande confusão. Era tão mais fácil se fosse como antes. Resumia-se ao monopólio, skates, Nintendo e Super Mário, carros e assim na loucura um dominó.
No dia de Natal, andava eu a catar do chão a desordem das nossas crianças quando encontro umas coisinhas esquisitas, com olhos, tipo as dedeiras que se usam para coser e dirijo-me à minha prima (mãe de um dos exemplares masculinos):
 - Catarina toma lá os fantoches dos meninos.
 - Os quê?????
 - Os fantoches - repeti enquanto os colocava, um a um, em cima da mesa.
Ela desfaz-se em gargalhadas.
 - Os fantoches???? A sério.... tu não sabes o que isto é?
 - Não. Isso tem a forma de dedos. Partindo do pressuposto que não se dedicam à costura, ocorreu-me que fossem fantoches... Feiinhos, mas fantoches. Os rapazes são estranhos.
Eis se não quando sou esclarecida pela seguinte informação:
 - Isto são os slug terra!!!!
 - Slug quê????
 - São balas!!!!!
 - Balas.....?
 - Sim... são balas e cada uma tem um nome. Este por exemplo é o malvado, este o assustador, este o fedorento....
 - Ok. Cala-te. Nem vou perguntar quanto é que isso custou. Ao menos, compravas-lhe um Ken.

Sem comentários:

Enviar um comentário